quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O Laço de sangue




Conto: O laço de sangue

certa vez coneci uma garota

Linda era o seu nome. Possuía tudo o que um... (você sabe o que) gostaria de ter pra sempre. Uma pele clara, um sangue quente e doce...

Cativei-a! O que é o melhor, jamais precisei de me valer de presença alguma.
Certo por do sol (horário em que começavam todos os nossos encontros e apenas terminavam ao amanhecer) decidi dar a ela “a chance”, e em poucos minutos estávamos nós envoltos em lençóis banhados do mais puro sangue. Atados um ao outro eternamente.
Quando acordamos (no por do sol seguinte) ela me olhou... Sorriu... Não sabia o que havia acontecido, mas se sentiu muito bem.
Por longos meses ficamos juntos... Até que um dia ela se foi. Apenas apareceu nos e-mails dizendo que estava bem e sabia se virar... Salvava todas as conversas numa pasta que criei chamada: “o laço de sangue”.

Mesmo muito longe, ou numa lan-house próxima eu ainda podia sentir a força em que seu sangue pulsava em minhas veias quando teclava com ela... Até que uma noite ela se despediu pra valer. Disse que um padre a havia encontrado e lhe disse que “isso” era ruim e lhe ofereceu “a chance de acabar”... Disse que estava com medo... Mas estava decidida e não queria me ver nunca mais.
Ofendeu-me, injuriou-me, desprezou-me. Podia sentir o calor da saliva cuspida em meu rosto, mesmo estando frente a um monitor. Decidido a abandoná-la de vez, resolvi apagar completamente sua existência da minha.
A cada foto queimada, uma dor. A cada carta rasgada um rancor. A cada quadro partido, um furor. Foi quando eu resolvi apagar os emails e a pasta.
Clik...[”deseja apagar o laço de sangue”] ... Sim... Comando negado... É IMPOSSIVEL APAGAR O LAÇO DE SANGUE.
Pela primeira vez me vi animado a correr atrás de algo meu, através de um objeto tão... Inanimado.


* * *


e ai galera? depois de muito tempo voltei... mesmo sem muita inspiração saiu esse conto que eu criei primeiramente para competir numa "arena de duelo literário" que se faz presente num forum tb chamado taverna (http://www.taverna.planogratis.com/forum/viewtopic.php?t=139) ... se quizerem me dar uma forcinha, façam um login (é rapidin) e votem no meu nome! acho que isso pode por lá! espero vcs lá! desde já agradeço a leitura e recebo as criticas abertamente!


atenciosamente Rene William

3 comentários:

Michele Hubner disse...

ficou otimo! e realmente, as vezes precisamos passar por algumas situações para ver que ainda não acabou e que precisamos correr atrás do q é nosso.. um laço de sangue, não se apaga!

e obrigada pelos elogios.. :)

Ind Caroline x) disse...

Realmente concordo com a Michele, agnt é tolo, às vezes, precisamos de uma sacudida, mesmo que involuntária, pra perceber que o fim não é pra sempre!!
Ficou ótimo, como um conto épico adaptado.. ^^

Beijãao..
OPS.: Se vc tá sem inspiração, me insina a me inspirar.. aehuhe

Naty disse...

Te indiquei o selo "Literatura é Arte". As regras e o selo estão na coluna direita do meu blog. É só ir lá e ver as regras e pegar o selo em questão. (Vai ficar lá por 3 dias, e depois eu vou apagar).

Bjos!
^^