terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Retrospectiva 2010



Começo esta nostalgica postagem com uma frase que li num antigo blog (hoje desativado) que fora dedicada a mim: "se eu fechasse hoje o livro, já haveria histórias para contar o suficiente!" (ou algo deste genero). faço dessas palavras as minhas.

Pois bem senhoras e senhores.


Certa vez decidi morrer e não consegui. acredito que com convicção tentei... mas não deu certo.
periodicamente eu tento, sabe? só pra manter o costume. Mas, enquanto eu não consigo uma coisa, eu tento outra. neste caso é simples. enquanto eu não consigo morrer... eu tento viver!

E foram fatores extremamente fortissimos que deram a ignição neste motor chamado VIDA! que não pára de pulsar e garante o folego a cada bonbardear de idéias.

De fato não vou fazer menção nenhuma a 2009 embora seja o fim deste ano que veio servir de alicerce para tanta coisa que aconteceu, mas prefiro concluir com a narrativa de um momento acontecido no fim do ano de 2009.

Passara eu mal a semana toda e não havia como mentir para mim mesmo ou para outra pessoa qualquer que eu estava bem. Estava desgastado, com olheiras, frio, apatico, periodicamente surtos de falta de ar me vinham, que erupicionava em uma explosão de lagrimas ao soluço... era o inicio de uma nova era. Meus pais já estavam desgastados frente a uma situação tão complexa quanto decidir assassinar alguem. quando sem mais delongas, minha mãe bateu na porta do quarto e abriu apenas uma greta. o suficiente para que eu visse os tristes olhos dela. Ela me viu com os olhos vermelhos tambem, assentado em frente ao computador. Então, abriu a porta sentou-se na cama e eu me virei de frente para ela. Ela me olhou bem perto, pegou no meu joelho e disse. Rene, você pode não estar certo nesta sua decisão. mas com certeza, eu tenho que reconhecer. Você é uma pessoa muito corajosa! (o resto do assunto não é necessário).

a partir disso, resolvi pensar e ponderar sobre o que seria coragem.
e compreendi que a coragem repele o medo, e que o medo paralisa, e subtamente me veio a máxima do filme V de VINGANÇA: "se você não tem medo, você é livre!"

então o estalo havia acontecido.

definitivamente não era um botão "foda-se" ligado. mas sim, era a ausência *(ou presença mínima o suficiente para só dizer que existe e tá ali) do medo.

então começa o ano de 2010

e a narrativa começa aqui.
mas não se sinta abandonado por mim. porque é agora que o carrinho da montanha russa desce ladeira a baixo!

Passar o Revellion na torre da cidade.


Mudar para uma Cidade e morar sozinho. em busca de emprego...


Cortar o cabelo que cresceu 2 anos só pra procurar emprego.


Tomar o primeiro porre de cerveja de 11 heinekens.


Viajar mais de 800 km de moto só num fim de semana.


Conhecer uma garota pessoalmente que a dois anos eu só conhecia pela internet e começar a namorar com ela.
Traduzir um capitulo inteiro de um livro. da lingua original para o portugues.
Compor musica só com históricos de mensagens.

Visitar mais de oito lugares diferentes (centro históricos e museus) dentre eles:

Santa tereza-ES,

Prado-BA,

São Mateus-ES,

Guriri-ES,

Ouro Preto-MG,

João Pessoa-PB

(o que inclui a primeira viagem de avião),

Eunápolis- BA

e Domingos Martins-ES.
(lembrando que há lugares que foram visitados mais de uma vez!!)

Tomar o primeiro porre de RUM e apagar as 19:00 e acordar só as 4:50 a 1872km de casa.

Degustar o primeiro charuto num motofest em Santa tereza no inverno

Fazer a primeira (de muitas) tattoo(s)


dentre muitas outras coisas....

em fim, cansado de respirar eu poderia reecostar num canto e entregar o espirito. mas...
quem disse que eu estou cansado de respirar? rsrsrs! é nois!

esse ano foi muito, mas muito muito muito muito maluco. confesso que coisas que eu fiz que poderia não ter feito, mas já fiz então está feito. e tem coisas que não fiz e me arrependo de não ter feito. mas é a vida que segue né?!

hoje estou ainda num certo impasse com algumas pendências,
mas que fecham exatamente no fim do ano. bem... eu acho né...
tb, se não fechar... não fechou né....

eu continuo a viver e só existe um ponto final (aqui nesse plano pelo menos) quando eu parar de respirar. e tenho dito!

p.s.: ano passado, eu fiz uma postagem desejando um monte de coisas. e acabei por deleta-la. de certo... havia eu gostado tanto dela, que gravei-a em audio. pois bem, aqui está o link se você se interessar. pode baixar e comparar o que eu queria, e o que eu fiz. espero que sirva de exemplo (bom ou ruim) um dia. http://www.4shared.com/audio/7my18Pxy/esse_ano_eu_quero_mixado.html

Um comentário:

de disse...

jah que ainda nao haviam se levantado nenhuma garrafa de rum.. resolvi ser a primeira.. rsrs

sabe... posso dizer que parte dessa historia vi acontecer...

sei que nem sempre se faz o que se deseja... que nem sempre se sabe exatamente o q se faz...

mas.. a verdade eh q somos vencedores... pq.. a maioria das pessoas existem.. e nao vivem como vc...


o fato.. eh q passei pra dar uma vasculhada aqui.. e espero passar mais vezes... apesar de acessar tao pouco...

bem... por fim.. o que tenho a desejar eh q vc seja feliz... apenas feliz... sem mais ou menos..
pq eu sei.. que sendo feliz.. as outras coisas acontecem...

tudo de bom sempre